Terça, 21 de Setembro de 2021
67998539514
Gestão & Economia Dia dos Pais

CNC: Dia dos Pais se recupera e deve movimentar R$ 6 bilhões em 2021

Entidade prevê crescimento de 13,9% após forte queda nas vendas, no ano passado

29/07/2021 10h20
Por: Redação

O faturamento do comércio com o Dia dos Pais de 2021 deverá chegar a R$ 6,03 bilhões, uma alta de 13,9% em relação ao ano passado, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em 2020, as vendas relacionadas à data recuaram 11,3% e geraram o menor volume financeiro (R$ 5,30 bilhões) desde 2007 (R$ 4,98 bilhões).

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, lembra que no mesmo período do ano passado o varejo ainda experimentava o início do processo de flexibilização das medidas restritivas voltadas ao combate da primeira onda da pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, dois fatores explicam a reação positiva do setor nos meses mais recentes: "A desaceleração da covid-19 a partir de abril devolveu parte do fluxo de consumidores perdido ao longo de toda a crise sanitária. Embora a circulação de consumidores no comércio ainda não tenha se normalizado, especialmente nos shopping centers, a movimentação de clientes vem aumentando desde o arrefecimento da segunda onda".

De acordo com o monitoramento realizado pelo Google Mobility, entre o fim de abril e o fim de julho o fluxo de consumidores em áreas comerciais cresceu 39%. Porém, ainda se encontra 9% abaixo da circulação média de clientes verificada em fevereiro de 2020. "As vendas on-line também têm ajudado a contrabalançar o recuo ocorrido no consumo presencial, com avanços consistentes no faturamento desde o ano passado", aponta Fabio Bentes, economista da CNC responsável pela pesquisa. Segundo dados da Receita Federal, o volume mensal de vendas no varejo eletrônico em todo o Brasil cresceu, em média, 47% nos cinco primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Presentes mais caros

A cesta de bens e serviços relacionados ao Dia dos Pais deverá estar 7,8% mais cara que no ano passado – a maior variação desde 2016 (+8,6%). Dos 13 itens analisados, apenas dois se encontram em média mais baratos do que há um ano: livros (-1,7%) e aparelhos de som (-1,1%). Por outro lado, televisores (+22,3%), bebidas alcoólicas (+11,8%) e perfumes (+10,5%) tendem a apresentar as altas de preços mais expressivas.

Como tradicionalmente acontece, as lojas de vestuário, calçados e acessórios devem se destacar durante o Dia dos Pais, a quarta data comemorativa mais importante do comércio varejista brasileiro. "Embora esse segmento ainda não tenha recuperado o ritmo do período pré-pandemia, essas lojas devem faturar R$ 2,43 bilhões, 40,2% do total previsto para este ano", indica Bentes. Em seguida, devem vir as movimentações esperadas nos ramos de utilidades domésticas e eletroeletrônicos (R$ 1,24 bilhão) e produtos de perfumaria e cosméticos (R$ 0,86 bilhão).

Regionalmente, São Paulo (R$ 2,15 bilhões), Rio de Janeiro (R$ 632,1 milhões) e Minas Gerais (R$ 629,3 milhões) tendem a responder pela maior parte (56,6%) da movimentação financeira com a data neste ano. Todas as unidades da Federação deverão registrar avanços reais em relação a 2020, com destaque para o Paraná (+15%), Rio Grande do Sul (+14,4%), Distrito Federal (+14,3%) e Santa Catarina (+12,5%).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Campo Grande - MS
Atualizado às 17h22 - Fonte: Climatempo
35°
Tempo aberto

Mín. 22° Máx. 39°

37° Sensação
30 km/h Vento
39% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (22/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Quinta (23/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias