Terça, 21 de Setembro de 2021
67998539514
Cidades Pandemia

Com 85% da população adulta vacinada, agosto tem menor média de mortes no ano

Nos 11 primeiros dias de agosto foram 128 mortes por Covid

12/08/2021 18h36
Por: Redação
Com 85% da população adulta vacinada, agosto tem menor média de mortes no ano

Com 85% da população adulta vacinada com a 1° dose no Mato Grosso do Sul, as mortes em função da Covid seguem em queda no Estado. Agosto já registra a menor média de óbitos no ano, com 10 por dia. Os especialistas confirmam que este cenário é em função do avanço do processo de imunização.

“Não temos dúvidas que a queda do número de óbitos e casos é em função do avanço da imunização. Estamos observando uma maior mobilidade das pessoas, com afrouxamento das medidas restritivas, portanto não teria outro motivo para esta redução”, explicou a médica infectologista Andyane Tetila.

Nos 11 primeiros dias de agosto foram 128 mortes por Covid, o que chega a uma média de 11,6 por dia. Em 2021 a menor média até então era de fevereiro, com 14,7 por dia. A pior foi no mês de abril, que registrou 1.398 em 30 dias, tendo uma média diária de 46,6 óbitos.

Neste momento a queda de casos confirmados da Covid também é evidente, com 5.351 neste mês, o que representa 33% a menos do que o mesmo período de julho deste ano. Na comparação do número de pacientes internados por covid a redução foi de 28%, com 447 agora e 621 no dia 11 de julho.  Já sobre as pessoas em isolamento são 3.644 e no mês passado 6.154.

Variantes

Com o cenário positivo no Estado, de redução de casos e mortes e aumento da vacinação, a principal preocupação dos especialistas é com a chegada da variante “Delta”, que já tem registros nos estados vizinhos ao Mato Grosso do Sul. O motivo da cautela é sobre sua alta transmissão do vírus.

“Estamos em uma corrida com o avanço da variante delta no Brasil, em contrapartida com o avanço da vacinação. Esta é a guerra que vamos travar nos próximos meses. Também será avaliado as respostas das vacinas disponíveis no Estado para variante e se será necessário revacinar ou acelerar a segunda dose”, destacou a medica infectologista Mariana Croda.

Para Andyane o foco precisa ser o avanço da imunização completa da população. “A maior preocupação é sobre a variante delta, pelo seu poder de transmissibilidade, no entanto temos esperança que não haverá grande impacto nas mortes com o avanço na vacinação completa da população alvo”.

Mato Grosso do Sul segue como destaque nacional na aplicação da primeira e segunda dose, liderando o ranking entre os estados. Um dos fatores é a logística eficiente, com a distribuição dos imunizantes em menos de 12 horas nas 79 cidades do Estado. O governador Reinaldo Azambuja também convocou "mutirões" nos municípios para vacinação e incentivou a população a completar o ciclo de imunização, com a segunda dose. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Campo Grande - MS
Atualizado às 17h22 - Fonte: Climatempo
35°
Tempo aberto

Mín. 22° Máx. 39°

37° Sensação
30 km/h Vento
39% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (22/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Quinta (23/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias