Segunda, 21 de Junho de 2021
67998539514
Cidades Pandemia

Prefeitura de CG alega complexidade para testar eficácia em quem recebeu vacina com atraso

A explicação foi em resposta à recomendação feita pelo conselheiro do TCE-MS, Osmar Jeronymo, para que a Prefeitura da Capital realizasse testes que verificassem a eficácia da segunda dose da vacina Coronavac aplicada com atraso

26/05/2021 12h58
Por: Redação
Prefeitura de CG alega complexidade para testar eficácia em quem recebeu vacina com atraso

A prefeitura de Campo Grande explicou que os órgãos nacionais que coordenam a vacinação no Brasil, não recomendam a testagem por ser “muito complexa” e aponta que o PNI (Plano Nacional de Imunização), até o momento, não orientou para que estados e municípios realizem a sorologia.

A explicação foi em resposta à recomendação feita pelo conselheiro do TCE-MS, Osmar Jeronymo, para que a Prefeitura da Capital realizasse testes que verificassem a eficácia da segunda dose da vacina Coronavac aplicada com atraso.

O conselheiro, que é o relator das contas do município de Campo Grande, argumentou que, o Instituto Butantan especificou a aplicação da vacina em duas doses, com intervalo de duas a quatro semanas e que, com a demora do Governo Federal na entrega das vacinas Coronavac, não foi possível cumprir com o prazo.

Como argumento, a prefeitura informou ao Tribunal de Contas que de acordo com a Associação Médica do Brasil, é difícil mensurar e avaliar a imunidade celular fora do âmbito de laboratórios de pesquisa, e que nem todos os anticorpos são detectados por métodos comercialmente disponíveis. Ressaltou, ainda, que “o processo de produção de anticorpos e a subsequente neutralização do antígeno varia entre indivíduos”.

A prefeitura explicou também que diante dessa complexidade imune, não há testes definitivos que concluam se há ou não imunidade adequada à determinada doença, mas informa que o pedido do TCE foi encaminhado tanto à Secretaria de Estado de Saúde (SES) quanto ao Ministério da Saúde para que seja emitida alguma orientação geral sobre como proceder nessas situações.

Entre as alegações, a prefeitura cita que todas as vacinas aprovadas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se mostraram eficazes na prevenção à Covid-19 e às suas formas graves e são a saída para que a sociedade volte à normalidade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 20h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (22/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quarta (23/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias