23/04/2020 às 23h31min - Atualizada em 23/04/2020 às 23h31min

Coronavírus: Sesi e Sebrae têm consultoria gratuita para empreendedores abrirem academias

A consultoria é 100% subsidiada pelo Sebrae/MS, por meio do Programa Sebraetec.

Redação
Reprodução
As academias voltaram a funcionar em Campo Grande (MS), mas devem cumprir uma série de medidas de biossegurança que assegurem a prevenção contra o novo coronavírus (Covid-19) durante a prática de atividade física. O Decreto nº 14.256 da Prefeitura da Capital, que autoriza a reabertura das academias, foi publicado após a entrega de um Plano de Contenção de Risco, elaborado pelo Sesi de Mato Grosso do Sul em conjunto com o Cref11/MS (Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região – Mato Grosso do Sul).

O Decreto, pode ser acessado na íntegra aqui, também permite a retomada das atividades dos profissionais de Educação Física. Após apresentar as orientações para reforço da prevenção durante a pandemia do novo coronavírus, o Sesi oferece para todas as academias do Estado uma consultoria especial para Covid-19, realizada em parceria com o Sebrae/MS. 

A consultoria é 100% subsidiada pelo Sebrae/MS, por meio do Programa Sebraetec, e, por isso, as academias interessadas precisam apenas realizar a adesão. “Na consultoria, a equipe da área de Saúde e Segurança do Trabalho do Sesi faz um diagnóstico da academia, verificando se o estabelecimento e os profissionais estão atuando de acordo com as medidas de biossegurança estabelecidas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19”, explicou o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho do Sesi, Michel Klein. 

Após este diagnóstico, a área técnica do Sesi apresentará as mudanças necessárias e indicará como elas podem ser implementadas para que a academia e os profissionais de Educação Física sigam as regras de controle e resoluções preconizadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e dos decretos estadual e municipais.

“O Sesi, considerado em referência em termos de saúde e segurança, elaborou o documento apresentado pelo Cref11/MS à Prefeitura de Campo Grande para comprovar que as academias cumprem as medidas de segurança contra o novo coronavírus. Passar pela consultoria da instituição é também uma forma de mostrar para o cliente que aquele estabelecimento é seguro. E não tem custo, já que o Sebrae subsidia 100% do serviço”, acrescentou Michael Klein.

A consultoria é toda realizada por vídeo chamada, conforme os protocolos de prevenção da Covid-19. Basta que a academia indique um responsável, que atuará como um interlocutor da consultoria, apresentado (via celular) os espaços e processos de trabalho da empresa aos profissionais do Sesi que farão o diagnóstico e identificação das mudanças necessárias.

Como contratar a consultoria grátis do Sesi e Sebrae?

Para contratar e obter mais informações sobre a Consultoria Especial contra o Covid-19 basta acessar o Canal da Indústria – a plataforma de relacionamento do Sesi para atendimento remoto às empresas durante a pandemia do novo coronavírus: fiems.com.br/canaldaindustria/

Academia segura

Abaixo, algumas recomendações do Sesi para reduzir os riscos nas academias durante a pandemia do novo coronavírus:
  • - As atividades não devem ter contato físico entre o profissional de Educação física e o aluno, que devem manter a distância mínima segura de 2 metros;
  • - Todo equipamento deve ser esterilizado após o uso - com produto à base de cloro (exceto nas superfícies metálicas), hipoclorito de sódio, álcool líquido ou gel a 70%, água sanitária a 0,1% ou outro desinfetante regularizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária);
  • - Todo equipamento deve conter um dispenser com álcool em gel 70% e toalhas de papel descartáveis para livre utilização 
  • - A frequência de limpeza de pisos, corrimãos, maçanetas e banheiros deve ser ampliada;
  • - As academias devem respeitar a lotação máxima de 30% da capacidade normal;

- Portas e janelas devem permanecer abertas;

- Disponibilizar em local visível informações sobre enfrentamento a Covid-19.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual prefeito seria melhor para a saúde?

55.2%
28.4%
16.4%