03/04/2020 às 12h17min - Atualizada em 03/04/2020 às 12h17min

Coronavírus: Governo do Estado reforça estrutura de saúde no interior

Governo monta força-tarefa para atender demandas da pandemia

Redação
Reprodução
O governo do Estado pretende instalar cinco leitos de UTI em Coxim para atender a região Norte de Mato Grosso do Sul, principalmente visando o enfrentamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A informação é do secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, que propõe a discussão do assunto com o prefeito Aluizio São José e com o secretário municipal de Saúde Franciel Oliveira. “Vamos resolver essa situação por meio de entendimento da administração municipal com a área técnica da Secretaria de Estado de Saúde”, propõe o secretário.

De acordo com Geraldo Resende, o governador Reinaldo Azambuja determinou que sejam superadas todas as dificuldades, inclusive financeiras, para a implantação de uma estrutura de atendimento com leitos de UTI para Coxim e demais municípios da Região Norte do Estado. “Se a Prefeitura tiver problemas na aquisição dos equipamentos para a montagem das UTI’s, o Estado pode ajudar. Se a questão for quanto ao encaminhamento de documentação de habilitação para o Ministério da Saúde, nossos técnicos também estão à disposição da Prefeitura”, explica.

Outra situação em que o Estado vai auxiliar o município é com relação ao valor das diárias para os médicos intensivistas, definido em R$ R$ 800 pagos pelo Estado e R$ 800 pelo Governo Federal. “Podemos avaliar uma contrapartida maior se for o caso”, salienta Geraldo Resende

O secretário explicou ainda que a instalação de 135 novos leitos de UTI na Capital e nos demais municípios do interior foi definida na CIB (Comissão Intergestores Bipartite), que reúne os secretários municipais de Saúde e técnicos da Secretaria Estadual de Saúde. Segundo ele, houve um encaminhamento dessa discussão na reunião que aconteceu quarta-feira (01.04), aprovada por unanimidade pelos demais secretários municipais. Além de Coxim, existe a possibilidade de implantação também nos municípios de São Gabriel do Oeste, Maracaju e Nova Andradina.

“Infelizmente, o secretário Franciel Oliveira não participou dessa reunião e Coxim deixou de apresentar sua proposta. Mas não é por isso que vamos deixar de apoiar as iniciativas deste município, uma vez que o momento é de união de esforços na luta pela vida e deixar de lado qualquer debate que tenha um viés eleitoral”, salienta Geraldo Resende.  

Em dia

O secretário lembra que os repasses de recursos estaduais da área de saúde para Coxim estão em dia. Somente no ano passado, foram transferidos para o município um montante de mais de R$ 7 milhões, dos quais, um valor mensal de R$ 404,8 mil somente para o Hospital Regional Dr. Álvaro Fontoura da Silva. Nos três primeiros meses desse ano os repasses somaram R$ 2.104.096,51, sendo que o valor transferido para o Hospital Regional saltou para R$ 439.817,25/mês.

Além das transferências para custear serviços prestados no Hospital Regional de Coxim, o Estado pagou, em março, a última das nove parcelas de R$ 77.777,78 mensais, como forma de apoio no custeio ao atendimento aos pacientes renais crônicos, totalizando R$ 700 mil. Com os recursos transferidos pelo Estado, é feito o pagamento de um incentivo aos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, serviços na área de saúde bucal, saúde mental, Estratégia de Saúde da Família (ESF), saúde no sistema penitenciário e compensação de especificidades regionais (CER).

“Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, trabalhamos para manter a regularidade dos pagamentos devidos pelo Governo do Estado à área de saúde para os municípios e com Coxim não tem sido diferente, porque a meta do Governo do Estado é propiciar condições para a oferta de serviços de qualidade, mais próximos de onde moram os cidadãos, que são os municípios”, conclui o secretário.

Hemodiálise

A Secretaria de Estado de Saúde também aguarda o encaminhamento, pelo Município de Coxim, de um projeto para a construção de uma nova ala no Hospital Regional Dr. Álvaro Fontoura da Silva, para ampliação do serviço de hemodiálise e de outros serviços em saúde para os usuários do SUS da cidade e da região.

“O governo do Estado vai bancar financeiramente essa ampliação. Vamos elaborar um projeto em parceria com o município para que nenhum coxinense ou morador de municípios da região, que precisem fazer terapia renal substitutiva, deixe de ser atendido em Coxim”, salienta Geraldo Resende.  A proposta foi anunciada em visita feita a Coxim pelo secretário no dia 7 de janeiro deste ano.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual prefeito seria melhor para a saúde?

55.2%
28.4%
16.4%