10/02/2020 às 17h04min - Atualizada em 10/02/2020 às 17h04min

Presidente da Fiems e do Conselho do Sebrae lança programa Acelera 2020

Iniciativa de Sérgio Longen movimenta setor produtivo de MS

Redação
Reprodução
O presidente da Fiems e do Conselho Deliberativo do Sebrae/MS, Sérgio Longen, lançou na sede do Sebrae/MS em Campo Grande (MS), o programa “Sebrae 2020 - Acelerando Negócios”. Na ocasião, também foi lançado o termo de compromisso da Lei de Liberdade Econômica em Mato Grosso do Sul, que já contou com a adesão de 11 cidades.

Ele ressaltou que a implantação da nova norma irá proporcionar a desburocratização para o setor empresarial, gerando mais empregos e garantindo mais competitividade das empresas sul-mato-grossenses. “A modernidade das leis trabalhistas e de gestão pública tem feito a diferença no Brasil de hoje e é nesta direção que vamos avançar”, disse.

Sérgio Longen refere-se aos principais pontos que a Lei de Liberdade Econômica irá refletir no dia a dia das empresas, tais como a dispensa do alvará para quem exerce atividade de baixo risco e liberação dos horários de funcionamento dos estabelecimentos, inclusive em feriados, sem que para isso esteja sujeita a cobranças ou encargos adicionais, entre outras.

O “Sebrae 2020 - Acelerando Negócios” é constituído de uma série de iniciativas criadas pela instituição para a construção de um novo ambiente de negócios para o Estado. O programa irá selecionar 2.020 empresas de vários segmentos do Estado que terão acompanhamento intensivo do Sebrae com suporte de ferramentas de gestão que irá impactar em seu desenvolvimento e crescimento. 

O superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, comentou que a finalidade do evento é promover as ações realizadas pelo Sebrae. “A ideia é demonstrar um pouco mais o que o Sebrae e, principalmente, o que iremos fazer daqui para a frente”, declarou.


Repercussão - O governador Reinaldo Azambuja garantiu que o governo estadual está comprometido em criar ferramentas para viabilizar o cumprimento da Lei de Liberdade Econômica. “O Estado irá simplificar, desburocratizar e melhorar a relação dos entes governamentais com o setor privado, principalmente as micro e pequenas empresas. Algumas medidas tomaremos em conjunto com as entidades do setor produtivo para facilitar a vida do empreendedor para que ele possa criar novas oportunidades de emprego”, concluiu.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Paulo Corrêa, compartilha da mesma opinião. “Estamos vivendo um momento de retomada da economia e ações como as apresentadas farão a diferença no nosso Estado, desenvolvendo os pequenos negócios e, consequentemente, da economia local”, ressaltou.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual prefeito seria melhor para a saúde?

55.3%
28.1%
16.7%