Quinta, 22 de Abril de 2021
67998539514
Política Crise política

Desmoralizado e perdido, Bolsonaro vê ministros se demitirem e dá cargo a esposa de condenado por corrupção

Bolsonaro começa a afundar o barco e 2022 vai ficando perigoso para a reeleição.

29/03/2021 21h31 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Fonte: Redação
Arruda e sua esposa, em momento de muita felicidade
Arruda e sua esposa, em momento de muita felicidade

O presidente Jair Bolsonaro já não sabe mais do que fazer, muito menos seus filhos, considerados especialistas em marketing digital. A gestão afunda cada vez mais e a segunda-feira foi pesada para o homem que prometeu rios e fundos a população.

Entre as promessas, estavam não fazer articulações políticas, não trocar cargos por apoio, não contratar e nomear condenados, não se misturar com condenados por corrupção, desenvolvimento regional, respeito a pátria, entre outras maravilhas que, talvez, só quem vive em país de primeiro mundo poderia sonhar.

Para completar a lista de prejuízos na gestão e queda da popularidade e credibilidade, o presidente Bolsonaro teria confirmado que a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) será a nova ministra-chefe da Secretaria de Governo. A nomeação da parlamentar é uma espécie de “benção” que Bolsonaro dá para os políticos do chamado Centrão no Palácio do Planalto.

A deputada, futura ministra, é simplesmente casada com o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, que ficou famoso nacionalmente inelegível nas últimas eleições após ser condenado e preso por participar de esquema de corrupção.

Veja abaixo uma breve recordação de José Roberto Arruda:

Desesperado, Jair Bolsonaro fez sua primeira reforma ministerial após mais de dois anos de governo, uma repleta prova da falta de habilidade política, justamente num momento onde o país mais sofre com a pandemia, que já matou mais de 300 mil pessoas.

Além da Flávia Arruda na  Secretaria de Governo, mais mudanças rondaram o alto poder do Brasil. Novidades também na Casa Civil, Relações Exteriores, Defesa, Justiça e Advogacia-Geral da União (AGU). Flávia ficará responsável pela articulação política do governo.

Um outro caso de amor, aconteceu recentemente, mas em anos anteriores. 

Aliado de Bolsonaro, Valdemar Costa Neto também estaria insatisfeito com a abertura dada aos partidos. Para não deixar o grupo de Costa Neto tristes e abandonados, Bolsonaro entregou o comando do Banco do Nordeste (BNB) para um nome indicado pelo Partido Liberal (PL). Vale destacar que o presidente Jair Bolsonaro aderiu ao modelo de gestão de Costa neto, que chegou a ser preso e condenado no processo do mensalão, maior investigação de corrupção do Brasil.

A nomeação de Flávia Arruda está sendo comemorada neste momento por Valdemar da Costa Neto, considerado o “rei do Centrão”, chancelando de vez a abertura da gestão de Jair Bolsonaro para as alianças políticas. 

Seus filhos, os Bolsonaros, apenas assistiram na data de hoje o pai fazer exatamente tudo que pregou contra na campanha eleitoral, durante seus vários comícios pelo país.

Flávia Arruda é mulher, determinada e empreendedora. Várias lideranças acreditam que ela se destacará no cargo e as eleições no Distrito Federal ano que vem é coloca em jogo a partir de agora, principalmente porque ex-chefões da política do DF se dizem mais vivos do que nunca.

Notícia de 2010, quando a futura ministra visitou o marido preso por corrupcão.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 20h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (23/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Sábado (24/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias