Quarta, 26 de Janeiro de 2022
6730447121
Política Eleições MS 2022

Vice de Marquinhos Trad pode ser do setor produtivo; Governo vive alerta

Irmãos Trad já firmaram parceria de Brasília ao interior de MS, mas governo não está "morto".

07/12/2021 10h07
Por: Redação Fonte: Redação - Queiroz Neto
Marquinhos pode ter vice do setor produtivo
Marquinhos pode ter vice do setor produtivo

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, que segundo indicadores de pesquisa tem os melhores índices de aprovação pela gestão, ainda mais no enfrentamento da pandemia, disse à mídia local que vai conversar com os ex-governadores para falar da sua candidatura e formação de time para disputar a corrida eleitoral e ser o próximo governador de Mato Grosso do Sul.

Marquinhos Trad já teria, novamente segundo alguns institutos de pesquisa, a preferência pelo eleitorado que estaria simpatizado com seu nome para assumir o lugar de Reinaldo Azambuja. Porém, rumores nesta terça-feira (07) pela manhã dão conta de que o possível candidato a vice na chapa para o governo será do setor empresarial, agradando inclusive a cúpula religiosa do Estado.

O possível nome do setor produtivo parece desestruturar a base do governador Reinaldo Azambuja que, pelo marketing em exposição e de fácil compreensão, sempre teve o "tapete vermelho" do Sistema S, que compreendem o Sebrae, Fiems, Fecomércio, Faems e Famasul. Mas isso não estaria fechado, ainda. 

Pelo menos é o que garantiu uma fonte ouvida pelo DiárioCG, que lançara uma pesquisa para saber do setor empreendedor qual seria um nome forte para o próximo governo do Estado.

Marquinhos segue sua agenda na prefeitura da Capital enquanto o outro nome forte dessa disputa, Eduardo Riedel, tenta ganhar destaque nas mídias, mas ainda faltam investimentos em empreendedorismo.

O DiárioCG levantou que o Governo do Estado faz e, se comparado nacionalmente, faz muito pelo setor produtivo, principalmente com a atuação estratégica e impecável de Jaime Verruck, nome forte do desenvolvimento econômico. Mas o governo não conseguiu contar e se manter dentro das instituições do setor produtivo, muito menos no dia a dia dos pequenos empreendedores.

O custo para os projetos são altíssimos e a pouca mídia e o baixo índice de representantes dentro do empreendedorismo sul-mato-grossense podem ser um dos maiores obstáculos da atual gestão estadual, liderada por Riedel e Azambuja, tendo como articulista político Sérgio de Paula, principal "chefão" do PSDB no Estado.

O que o governo precisa fazer é reestruturar seus representantes nos setores. O governo tem muitas lideranças da política, mas quem forma opinião é o setor produtivo, como empreendedores de pequeno porte, funcionários do comércio, gestores profissionais, como administradores, e influenciadores digitais.

Muitas das secretarias do governo Reinaldo Azambuja são destaques nacionais, mas essa informação não chega nos bairros, principalmente no interior. A população que está fora de cidades como Dourados e Campo Grande só veem as ações quando o governo vai inaugurar algo, ou seja, fora disso a imagem do Governo não chega. Nem mesmo com as milhares de placas de obras espalhadas por todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Isso porque falta representantes.

Enquanto Marquinhos Trad vai recebendo ligações telefônicas todos os dias, pedidos de reuniões e um exército de gente querendo um espaço no "Busão do Trad" rumo ao governo, os bastidores do Governo do Estado tentam segurar e entender como reduzir a cota de comissionados e cargos políticos para ter representantes técnicos, empreendedores que agregam valor a gestão e fortaleçam o nome de Eduardo Riedel. 

É com que a gestão estadual corra contra o tempo, pois se brincar e demorar igual André Puccinelli fez na época em que "demorou" para escolher Nelsinho Trad seu sucessor, terá enormes problemas, pois a tal da "pesquisa qualitativa e quantitativa" só gera despesa financeira aos partidos e nada trazem de resultados.

O que traz resultado é ter nomes de credibilidade na gestão levando as informações do governo e fazendo o Estado estar representado em todos os acontecimentos. Representantes políticos não entram em assuntos do setor produtivo e é este setor que "paga a conta" e opina sobre os colaboradores e as famílias.

O DiárioCG continuará acompanhando essa demanda.

Os irmãos Trad seguem a força-tarefa de unir forçar e eleger Marquinhos Trad, mas o governo ainda está vivo e sempre tem a estrutura. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Campo Grande - MS
Atualizado às 18h12 - Fonte: Climatempo
31°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 34°

33° Sensação
20 km/h Vento
52% Umidade do ar
90% (17mm) Chance de chuva
Amanhã (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias