Diminui o número de famílias endividadas em CG

Percentual de famílias endividadas tem leve recuo na Capital

Por Redação/Assessoria 06/05/2018 - 12:43 hs
Foto: Reprodução
Diminui o número de famílias endividadas em CG
Situação ainda é preocupante para muitas famílias

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o percentual de famílias endividadas em Campo Grande teve um leve recuo no mês de abril, com 54,6% contra 55,3% em março. Houve redução também em relação a abril de 2017, quando o indicador alcançou 60,3% do total de famílias.

Em números absolutos, são 166.750 famílias endividadas, seja com cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, uma redução de mais de 2 mil famílias em relação ao mês de março (168.903). Desse total, 30% têm contas em atraso e 11,1% não terão condições de pagar as dívidas. 

A pesquisa aponta também redução no número de pessoas com contas em atraso e inadimplentes, foram praticamente 4 mil inadimplentes a menos na comparação com o mês de março e redução de 15,7 mil em relação a abril de 2017. Os muitos endividados somam 9,6%, os pouco endividados 21,7%, já os que não possuem dívidas desse tipo são 45,4%. 

“Esses índices mostram que as famílias estão conseguindo quitar suas dívidas e saindo do vermelho. Para o comércio isso é muito positivo, pois significa que estão com crédito para voltar às compras”, avalia o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.  

Os cartões de crédito lideram o ranking de dívidas, com 65,8%, seguido pelos carnês, 25,8% e financiamento de casa, 15,4%. Dos entrevistados, 55% têm dívidas em atraso e desses, apenas 11,7% terão condições de quitá-las, outros 36,9% não terão condições e 31,7% apenas parcialmente.