Governo de MS planeja construir 90 pontes para agilizar a produção

Pontes atendem a população e o setor produtivo.

Por Redação 06/08/2017 - 06:55 hs
Foto: Reprodução
Governo de MS planeja construir 90 pontes para agilizar a produção
Projeto do governo segue a todo o vapor

O Governo de Mato Grosso do Sul licita duas obras de ponte de concreto armado em Eldorado. A estimativa é que as construções custem R$ 1,3 milhão aos cofres públicos. Dados da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) revelam que as pontes ficarão sobre os córregos Cerrito e Ribeirão da Onça.

A primeira das travessias tem custo previsto de R$ 571,2 mil – ponte de 14 metros de comprimento sobre seis de largura na Estrada Municipal EL51, acesso à Aldeia Cerrito. A segunda tem preço estimado de R$ 827,5 mil – ponte de 25 metros de extensão por seis de largura na Estrada Municipal EL67.

Para o governador Reinaldo Azambuja, as construções objetivam o desenvolvimento e o progresso da região. “Pontes são alternativas de transporte e produção”, afirma o gestor. Segundo ele, o Estado prevê investir mais de R$ 104 milhões na construção de 90 pontes de concreto em 39 municípios de Mato Grosso do Sul.

“Dessas 90 pontes, 31 já entregamos, 21 estão em execução e outras 38 passam por processo de licitação. Vamos totalizar o maior número de pontes de concreto já construídas em Mato Grosso do Sul. Isso significa desenvolvimento, progresso e, principalmente, integração entre nossos municípios”, pontuou o governador.

Regiões

As pontes pensadas pelo Governo do Estado para promover a integração dos municípios vão atender várias regiões do Estado. Na região de Campo Grande será beneficiado o municípios de Dois Irmãos do Buriti. Na Grande Dourados são contemplados Caarapó, Deodápolis, Glória de Dourados, Jateí, Maracaju e Rio Brilhante. No Bolsão são beneficiados Cassilândia, Chapadão do Sul, Paraíso das Águas e Paranaíba. Na região do Cone Sul, estão relacionados Eldorado, Iguatemi, Japorã, Juti e Naviraí.

Na região do Pantanal, os municípios irmãos Anastácio e Aquidauana são contemplados. Na região Leste as pontes de concreto chegam a Batayporã, Ivinhema e Novo Horizonte do Sul. Já na Norte Camapuã, Costa Rica, Rio Negro e Rio Verde de Mato Grosso são atendidos. Na região Sudoeste são contemplados os municípios de Bela Vista, Bodoquena, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Nioaque. E, na região Sul Fronteira são Amambai, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Laguna Carapã, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas e Tacuru.