Iniciativa do Estado vai desburocratizar o setor do agronegócio

Setor já comemora mais uma conquista na gestão de Reinaldo Azambuja

Por Redação 10/05/2017 - 16:19 hs
Foto: Reprodução
Iniciativa do Estado vai desburocratizar o setor do agronegócio
Governador Reinaldo Azambuja

O governador Reinaldo Azambuja lança no dia 16 de maio, em Campo Grande, o Agro + MS, ação efetiva do poder público para fortalecer o agronegócio em seus diversos níveis, eliminar a burocracia e facilitar o trabalho dos produtores rurais, mantendo a qualidade e a sanidade dos produtos. O lançamento será feito no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, às 9h30, com a presença do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, interino, Eumar Novack.

Durante o evento será assinada a formalização da adesão de Mato Grosso do Sul ao Plano Agro Mais, do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa). “Temos de ser mais competitivos para ampliar nossa inserção no mercado internacional do agronegócio. A redução da burocracia diminui os custos das atividades do setor além de combater a ineficiência. Isso é fundamental para o fortalecimento do agronegócio sul-mato-grossense, da agricultura familiar aos grandes produtores”, afirma Reinaldo Azambuja.

As discussões sobre adesão ao programa iniciaram em novembro do ano passado entre o governo do Estado e a Superintendência Federal da Agricultura em Mato Grosso do Sul (SFA-MS). Desde então, um grupo de trabalho vem levantando demandas do setor rural que vão de encontro ao programa de desburocratização promovido pelo Estado desde 2015, criando um ambiente único em torno de ações que venham tornar mais fácil a utilização das ferramentas governamentais que é um dos elos que dão sustentação ao modo de gestão do governo atual, que tem no bojo de sua administração a busca pela excelência e transparência das ações.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, “o governo do Estado deu início em 2015 a uma série de medidas de desburocratização. A adesão ao Agro + já estava em nossa pauta de discussão. Agora, com a união de estruturas e criação da Semagro [Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar], temos condições mais favoráveis para a efetiva implantação do programa. No âmbito da secretaria e seus órgãos vinculados, como o Imasul, Iagro e Agraer, já foram adotados uma série de procedimentos para aumentar a eficiência institucional e tornar mais ágil o tempo de resposta às necessidades do agronegócio sul-mato-grossense, bem como da agricultura familiar”.