Tecnologia acaba com a gritaria dos pedidos nos restaurantes

O Madero conseguiu com menos de um ano reduzir em até 25% o tempo de espera de um prato à mesa do cliente.

Por Assessoria 04/05/2017 - 20:16 hs
Foto: Reprodução
Tecnologia acaba com a gritaria dos pedidos nos restaurantes
KDS (Kitchen Display Systems), tecnologia nacional

A cozinha de um restaurante é um lugar que normalmente a comunicação é atravessada por cozinheiros, assistentes e chefs, e a pressão, muitas vezes, avassaladora. Mas essa já não é a realidade nas 87 cozinhas da maior rede de casual dinning do Brasil, a rede de restaurantes Madero. No lugar do desespero e da pressão, entraram softwares que organizaram trabalho, diminuíram o desperdício, aumentaram a eficiência e a qualidade do serviço prestado ao cliente.

Nas redes americanas, essa tecnologia é muito usada, mas ainda são poucas as redes brasileiras que investem em inovação. O Madero conseguiu com menos de um ano reduzir em até 25% o tempo de espera de um prato à mesa do cliente. 

Para tanto, investiu até o momento cerca de R$ 3 milhões no desenvolvimento e implantação do KDS (Kitchen Display Systems). O sistema inteligente de distribuição da informação navega pela rede e chega à cozinha por meio de terminais chamados KDS. Com eles, os chefs, cozinheiros e demais funcionários podem preparar o pedido com todas as observações (menos sal, molho à parte, sem cebola) e com diferentes tempos de preparo, de forma sincronizada, prática e rápida. 

“Preparamos os pedidos de uma mesa para que sejam finalizados ao mesmo tempo, em sincronia, agilidade e qualidade, visando a melhor experiência que um cliente possa ter dentro do nosso restaurante”, diz Rafael Mello, diretor de operações da rede de restaurantes Madero.

A tecnologia nacional foi desenvolvida pela empresa mineira Teknisa, responsável pelo software que “dirige” com mãos de ferro o pedido que sai do tablet dos garçons até a chegada à mesa. “Estudamos o que havia de mais inovador no mercado internacional para desenvolver um sistema nacional totalmente integrado ao perfil e ao layout da cozinha do Madero”, afirma Mello. 

Para o presidente da Teknisa, Wilson Lima de Paula, a parceria com o Madero agregou muito à ferramenta do KDS desenvolvida anteriormente. “A obsessão do Madero pela qualidade, refletida nos valores do empresário Junior Durski, agregou uma série de elementos que transformaram o KDS em uma ferramenta mais complexa e inteligente. É contagiante conviver com essa busca pela qualidade do chef Junior Durski e de toda a equipe”.